terça-feira, 28 de julho de 2009



Entre as lembranças escondidas, entre os cds velhos, discos e camisas suadas guardadas no fundo da gaveta, lembro bem das tuas feições escondidas no pó do tempo, no ato do esquecimento, nas amarguras passadas. Lembro bem o quanto era tão bela, e de tão bela os sonhos pederam seus sentidos e a realidade se tornou mentira.
Meus problemas estão aqui, amontoados em segredos e chateações que me deixam preso nesse mundo de pessoas ruins e mal amadas, e só tu me faz esquecer de tudo.
Meu lixo, meu amontoado de problemas eu os joguei fora para viver ao teu lado, e largar o passado para viver contigo um futuro, com peças novas e organização.
amo-te.

Um comentário:

Juliana Canavezes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.