terça-feira, 22 de setembro de 2009

Eu quero ser maior, do que mil pássaros no vento, do que mil poeiras caindo da montanha.
Eu queria poder saber o que é ser, saber se existo, e se eu posso vencer.
Eu queria saber amar, e aprender que o amor é dado de graça, e se dá, receberá.
Eu sei que tudo posso, mais nem tudo eu conquistei, nesse tempo pra cá eu vivi cada coisa, situações que ninguém poderia imaginar, eu sei, eu sei. Eu sei que só eu posso ter a certeza de quem um dia eu vou voar como mil pássaros no vento, ou, como mil pedaços de poeira caindo da montanha em um ritmo lento.
Por favor, amigo, escreva uma carta para os deuses, e peça para que eles me guiem, peça para que os tormentos vão embora e as tempestades cessarem, peça que o meu amor retorne para os meus grandes braços pequenos.
Eu voarei por aí, sem fim, sem chegada.

Um comentário:

Juliana Canavezes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.